25,26 e 27 de Novembro de 2021
Auditório Municipal de Proença-a-Nova

Congresso Internacional

Animação Sociocultural, Geriatria, Gerontologia e os novos paradigmas do envelhecimento

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Congresso acreditado pelo Conselho Cientifico-Pedagógico da Formação Contínua.  Registo de acreditação: CC PFC/ACC – 107654/20.
Para efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º,  do regime jurídico da formação contínua de Professores

Agenda

  • Dia 25 de Novembro (Quinta-Feira)
  • Dia 26 de novembro (Sexta-Feira)
  • Dia 27 de novembro (Sábado)
padre lino maia
blank

Senhor Padre Lino Maia – Presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS)

Apresenta o Senhor Padre Lino Maia o Senhor Professor Doutor Ernesto Candeias Martins – Instituto Politénico de Castelo Branco.

blank

Envelhecimento na Comunidade e Animação Sociocultural

Coordenador:

Dr. José Dantas Lima Pereira

Professor Doutor Luís Alcoforado

Professor Doutor Luís Alcoforado – Universidade de Coimbra

Resumo: nesta apresentação procuraremos refletir sobre a realidade demográfica, social e cultural de alguns dos municípios, nossos parceiros, exemplificando com práticas educativas existentes, verdadeiramente exemplares, em termos de transformação pessoal e social, baseadas no aproveitamento de recursos locais e comunitários, recolhidas no processo de diagnóstico dos projetos educativos.

Dr. Albino Viveiros

Dr. Albino Viveiros – Camara Municipal do Machico

Resumo: O envelhecimento na comunidade é um dos desafios maiores da sociedade contemporânea e, enquanto processo de otimização de oportunidades e alocação de respostas sociais formais e informais é desígnio social da animação sociocultural. No contexto deste desígnio e do envelhecimento ativo elencamos a educação intergeracional como programa comunitário de inclusão e de envelhecimento social com sentido de pertença.

Professora Doutora Ana Lopes – Instituto Politécnico da Guarda

Professora Doutora Ana Lopes – Instituto Politécnico da Guarda

Resumo: Procuramos nesta comunicação valorizar os contributos da animação sociocultural como meio de criação de oportunidades no território rural. Por outro lado, desejamos promover os saberes dos idosos resultantes da sua vivência e criar estratégias que levem os jovens a aprenderem com os sábios da vida.  

blank

Professora Doutora Jenny Sousa / Drª Ana Fontes
 Instituto Politécnico de Leiria

Resumo: pretende-se com este trabalho refletir sobre a importância dos museus na promoção da participação comunitária das pessoas idosas institucionalizadas, numa ótica de inclusão e de (re)construção identitária. Neste quadro, dar-se-á destaque à animação sociocultural, enquanto elemento potenciador de ambientes de integração e de participação. Ancorado numa reflexão de natureza mais teórica, será apresentado um conjunto de estratégias de carácter mais operativo, focando as práticas dos profissionais, quer dos equipamentos culturais, quer das instituições sociais.

carecem de inscrição prévia, gratuita, para congressistas. Só funcionam as oficinas com um mínimo de 10 e um máximo de 20

blank
blank

A Gerontologia, a Educação Intergeracional e a Animação Sociocultural como paradigmas do envelhecimento futuro

Proferida pelo Professor Doutor Ernesto Candeias Martins – Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Apresenta o Professora Doutor Ernesto Candeias Martins, a Professora Doutora Cristiana Pizarro Madureira

Professora Doutora Ana Lopes – Instituto Politécnico da Guarda
blank

Educação comunitária intergeracional: um ecossistema solidário de desenvolvimento humano e de envelhecimento ativo

Proferida pelo professor Doutor Bravo Nico – Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora,
Apresenta o Professor Doutor Bravo Nico a Professora Doutora Ana Lopes

blank
blank

As Demências e o Envelhecimento

Proferida pela Professora Doutora Michele Marinho da Silveira – Universidade Federal do Rio Grande do Sul,
Apresenta a Senhora Professora Doutora Michele Marinho da Silveira o Dr. Franclim Castro e Sousa.

blank
blank

da autoria do Professor Doutor Ernesto Candeias Martins

Apresenta o livro o Senhor Professor Doutor Joaquim Escola da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

blank
blank
blank

(licenciado e pós-graduação em Gestão Artística e Cultural pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo). Fundador e membro ativo de Sons do Minho (projeto que tem contribuído para a revitalização e preservação dos cantares ao desafio: quer nos concertos, quer nas redes sociais através de conteúdos digitais),

subordinada ao tema “o cancioneiro popular do Mindo Minho, as desgarradas, as concertinas, as cantigas de bem dizer / mal dizer e o contributo dos gerontes na preservação deste património da humanidade”
Apresenta o grupo Sons do Minho o Dr. Dantas Lima e Dr. Franclim Castro e Sousa.

O dia termina com um exemplificativo exercício performativo à volta da desgarrada e dos cantares do Minho

marcelino lopes

Envelhecimento, Educação, Cidadania e Participação

Coordenador: Professor Doutor Marcelino de Sousa Lopes

Professora Doutora Luísa Grácio- Universidade de Évora

Professora Doutora Luísa Grácio – Universidade de Évora

Resumo: A visão sobre as respostas adequadas à população idosa evoluiu de um carácter assistencial para um entendimento de promoção de um envelhecimento bem-sucedido. É neste último entendimento que o conceito de qualidade de vida (Qdv), na sua multidimensionalidade e envolvendo a perceção do sujeito sobre o seu próprio bem-estar, adquire pertinência.

blank

Professora Doutora Lurdes Nico – Universidade de Évora

Resumo: A Universidade Popular Túlio Espanca da Universidade de Évora é um projeto de educação popular de perfil não formal, intergeracional e de base popular em desenvolvimento no Alentejo. Nesta comunicação, será apresentado este projeto da academia de Évora e que envolve, neste momento, dez polos em oito concelhos do Alentejo e que promove o encontro entre a Universidade de Évora e a população do Alentejo.

blank

Professor Doutor Rui Fonte – Fundação Lapa do Lobo / Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Resumo: pretende-se neste artigo desenvolver uma reflexão acerca dos possíveis contributos da Animação Sociocultural perante os novos paradigmas do envelhecimento com vida ativa, em contexto de ócio e de rentabilização do tempo livre, dando ênfase às metodologias e à participação o indivíduo nos programas e projetos de Animação Sociocultural no campo da intergeracionalidade.

blank

Professora Doutora Cristiana Madureira – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Resumo: esta intervenção enquadra-se no painel Educação e diálogo Intercultural e pretende refletir sobre os constructos teóricos da pedagogia do diálogo e do encontro intergeracional, numa sociedade que se pretende cada vez menos hedonista e mais solidária. A escola, enquanto organização educativa, assume cada vez mais um papel preponderante no que diz respeito a (re)pensar estratégias e caminhos para o exercício da cidadania e de criação de dinâmicas de aproximação e encontro intergeracional.

blank

Professora Doutora Tatiane Lúcia Valduga – Instituto Politécnico de Portalegre

blank

Artes, Animação Sociocultural, Terapias, Envelhecimento e Bem-estar

Coordenador: Mestre Altino Rio – Centro de Formação de Professores do Alto Tâmega e Barroso.

blank

Mestre Hugo Castro Andrade – Teatro e Comunidade na empresa Escola Superior de Teatro e Cinema – IPL

Resumo: com este artigo / Comunicação pretende-se apresentar e defender como ferramenta promotora do envelhecimento ativo o projeto “Remediar-te”: uma proposta inovadora no Funchal que visa resgatar os idosos do sedentarismo físico e mental através das artes, nomeadamente do teatro e do processo de criação teatral com qualidade artística, abrangendo o maior número de participantes, quer em ambiente institucional e comunitário, quer no próprio domicílio.

blank

Professora Doutora Alexandra Leiria-Formigo – Universidade de Évora

Resumo: pretendo neste painel apresentar os benefícios da prática de exercício físico, neste caso da Dança Criativa (durante seis meses, com aulas de 50 minutos, três vezes por semana), em mulheres residentes em duas aldeias alentejanas, com idades compreendidas entre os 65 e os 80 anos. Os efeitos da prática desta atividade traduziram-se em melhorias significativas no peso; altura; índice de massa corporal; força; resistência e flexibilidade dos membros superiores e inferiores; mobilidade física (agilidade, velocidade, equilíbrio dinâmico e resistência aeróbica); satisfação com a vida e consequentemente nas atividades de vida diária.

blank

Dr.ª Susana Duarte – Especialista em cuidados paliativos e inteligência emocional 

Resumo: com esta comunicação pretende-se abordar, de uma forma prática, o tema do bem-estar subjetivo no idoso com e sem demência. De que forma a inteligência emocional pode ser aplicada na prevenção de determinadas problemáticas existentes em ERPI e centros de dia. Abordar a importância de trabalhar o individual através do coletivo e vice-versa. Breve reflexão sobre a importância que a inteligência emocional e a satisfação no trabalho podem ser facilitadoras ou constituírem entraves no bem-estar físico e emocional dos idosos.

marcelino lopes

Professor Doutor Marcelino de Sousa Lopes – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Resumo: A comunicação/ artigo visa valorizar a animação sociocultural como meio de estimular, considerar e projetar uma intervenção plasmada na vivência e na interação comunitária. Procuramos igualmente refletir sobre a necessidade do emergir de um perfil de Animador Sociocultural que promova a partilha de saberes e que ligue as práticas comunitárias à educação intergeracional

Professora Doutora Ana Lopes – Instituto Politécnico da Guarda
blank

Memórias e narrativa autobiográfica: potencialidades no trabalho com idosos.

Proferida pelo Professor Doutor António Calha – Instituto Politécnico de Portalegre,
Apresenta o Senhor Professor a Professora Doutora Ana Lopes

blank
blank

Envelhecimento no futuro: a revolução “senelial”

Proferida pelo Professor Doutor Victor Ventosa,
Apresenta o Senhora Professor Vitor Ventosa e Professora Doutora Jenny Sousa

blank
marcelino lopes

 “Políticas Públicas na Longevidade” e “Longevidade: Conhecimentos e Práticas na SCM”

Coordenados pela Professora Doutora Maria da Luz Cabral (Coordenadora do Projeto Políticas Públicas na Longevidade e Projeto Equipas de Intervenção Preventiva de Lisboa da Santa Casa da Misericordia de Lisboa).
Apresenta o Senhor Professor Doutor Marcelino de Sousa Lopes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

blank
blank

Com Padre António Lourenço Fontes e o Contador de Histórias José Craveiro

blank

Exercício Teatral pelo “Teatro UMANO”

“-estou sim? Teatro ao Telefone um fio de arte que une e solta. Projeto Covid prevenção Depressão e isolamento.”

blank

Gerontologia, Geriatria e Intervenção Social, Cultural e Educativa

Coordenador: Professor Doutor Ernesto Candeias Martins

blank

Professor António Leal – Escola Superior de Educação de Coimbra

Resumo: Nesta comunicação pretendo explorar a importância que as expressões artísticas podem ter entre os adultos maiores, que poderá estar muito para além da necessidade de construírem uma visão mais positiva das suas capacidades, diante das suas limitações físicas ou cognitiva. Tão pouco a sua importância estará limitada a uma necessidade de autorrealização marcado por um despertar do potencial criativo inibido, oprimido e adormecido. Procurarei demonstrar com base em dados recolhidos juntos deste tipo de público, que a prática de atividades no âmbito as expressões artísticas, constituem sobretudo como um meio para se desafiarem a si próprios, e de dizer simultaneamente à sociedade em que se inserem, que não são inválidos, nem inúteis, pois propõem-se a fazer coisas que por norma associamos a pessoas dotadas de privilégios artísticos e estéticos especiais. A superação destes desafios, e os impactos sociais que pretendem à partida provocar, podem ter repercussões muito positivas, e com maior significado, no resgate das suas identidades e funções sociais, e consequentemente na melhoria da autoestima individual.

blank

Professor Doutor Joaquim Escola – Universidade de Trás –os – Montes e Alto Douro

blank

Doutoranda Cristina Coelho – Investigadora colaboradora do Centro Lusíada de Investigação em Serviço Social e Intervenção Social / Professora Doutora Isabel de Sousa – Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa

Resumo: A linguagem carrega e transmite significados que alimentam pressupostos e julgamentos que podem constituir-se como micro agressões discriminatórias ou, pelo contrário, induzir o empoderamento das pessoas. Através da linguagem realizamos ações e, como interventores sociais, temos a responsabilidade de tomar consciência disto e assumir a linguagem e a interação como instrumentos de intervenção no trabalho quotidiano de encontro com o Outro. Como comunicamos, no dia-a-dia profissional as nossas atitudes e perceções sobre o envelhecimento e o ser idoso?

blank

Mestre Laura Ganilo

Resumo: Nesta conferência pretendo partir da reflexão entre os paradigmas Envelhecimento, Tempo Livre e Animação Teatral. Para meditar sobre a importância de um envelhecimento ativo e o contributo positivo da animação teatral no dia-a-dia individual e coletivo de um grupo de idosos. Tendo como base o projeto de Animação Teatral com Idosos, intitulado DesvendAR’TE. Fazendo uso da Educação artística em contextos educativos não formais e informais como linha de investigação.

blank

Doutoranda Maria da Luz Cabral– Coordenadora da Equipa de Intervenção Preventiva de Lisboa e do Projeto Políticas Públicas na Longevidade da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Professora Adjunta da Escola Superior de Saúde do Alcoitão da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (ESSA-SCML)

Resumo: O Projeto de Políticas Públicas na Longevidade (PPL) assume como desafio a temática da longevidade, numa perspetiva que se pretende transversal aos vários domínios da ação governativa. O desenvolvimento deste projeto tem como propósito contribuir para a construção de uma Estratégia Nacional para a integração da Longevidade no âmbito das Políticas Públicas, mediante a elaboração de linhas orientadoras, sob a forma de recomendação, em matéria de políticas públicas.

blank

Metodologias de investigação e de intervenção em Gerontologia, Geriatria e Animação Sociocultural de idosos

Coordenador: Dr.ª Vanda Rodrigues – Camara Municipal da Guarda /IPG

blank

Dr. Luis Gómez García – HARTFORD, S.L. (Intervención Social, Cultural y Educativa)

Resumo: a proposta de conferencia apresenta, com base em várias experiências de animação sociocultural de idosos, nas quais Hartford participa como entidade privada administradora de serviços públicos municipais na Espanha, como a intervenção com idosos pode ser focada para gerar desenvolvimento comunitário. Descreve o caminho profissional que vai da escuta à participação e como o profissional deve se envolver nas relações interpessoais e em grupo, explicando técnicas, atitudes e habilidades. São apresentadas várias experiências de Hartford, incluindo os resultados de sua avaliação.

blank

Professora Doutora Florbela Samagaio – Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti

Resumo: Na minha apresentação, desejo aumentar a influência da Animação Sociocultural e da Educação Social na mudança cultural necessária à velhice em nossas cidades para erradicar o envelhecimento e garantir a coexistência satisfatória entre gerações e a inclusão de idosos. Para isso, é essencial estabelecer o objetivo na educação da sociedade de todas as idades em relação às pessoas senescentes. Apresentarei algumas experiências intergeracionais do Serviço Solidário de Aprendizagem com os Centros de Educação Secundária.

blank

Professora Doutora Rita Maria Bastos Wengorovius – Escola Superior de Teatro e Cienama de Lisboa – IPL

Resumo: Nesta intervenção procuramos relevar a dimensão pedagógica do Teatro Umano (TU) e da sua extensão Social e Comunitária em prol de uma eficaz intervenção plasmado numa estratégia de envelhecimento com vida ativa. É um teatro que Humaniza através de uma metodologia inovadora, baseada na eficácia do teatro e das práticas artísticas para o desenvolvimento do ser humano.

blank

Professora Doutora Lia João – Instituto Politénico de Viseu

Resumo: O programa de photovoice intitulado “Eyes on the Pandemic” foi desenvolvido após um ano de pandemia com Educadores Sociais a trabalhar em respostas sociais para pessoas idosas com o objetivo de explorar as experiências e perspectivas destes profissionais. O presente estudo descreve o programa e os seus resultados, nomeadamente a reinvenção e as mudanças positivas que ocorreu na intervenção

Dr. Albino Viveiros

Projetos, Percursos, Partilhas, Técnicas, Experiências e intervenções no contexto do envelhecimento

Coordenador: Dr. Albino Viveiros – Camara Municipal do Machico

blank

Mestre Joaquim Saraiva – Agente Principal da Polícia de Segurança Pública/Animador Sociocultural Gerontologo

Resumo: Esta experiência inclui, por um lado, o serviço de polícia enquanto atividade profissional, tendo desempenhado funções de patrulheiro, investigador criminal, elemento dos programas especiais Escola Segura e Apoio 65 Idoso em Segurança, entre outras vertentes institucionais, percurso que se inicia em 1990 e se mantém na presente data. Vivenciou de forma direta, permanente e incisiva, ações reais em contextos vários, onde o bom senso determinou a resolução do mais variado tipo de ocorrências. Por outro lado, e subjacentemente, a sua formação académica em Animação Sociocultural e Gerontologia, teve um papel preponderante na mudança de funções, dentro da instituição, o que levou à concretização de vários projetos dentro dos programas especiais de proximidade. Ao redigir este artigo, procurou-se uma articulação entre a segurança como exercício da cidadania e a proximidade como conceito chave da filosofia da ação policial. É desta articulação que resulta este trabalho, visando a criação de mecanismos de interação, de participação e associação entre as forças vivas da comunidade, bem como a informação e prevenção, entre as forças de segurança e os cidadãos.

blank

Ana Marta Martins –  Animadora Sociocultural

Resumo: O envelhecimento da população e o aumento da esperança média de vida trouxeram consigo um novo conjunto de necessidades sociais, como a criação de mais estruturas e respostas que consigam albergar uma faixa etária mais envelhecida, mas ao mesmo tempo mais letrada, ativa e com necessidades mais específicas e exigentes. Nesse sentido, a importância da animação sociocultural e a existência de um profissional de animação mais especializado (o animador gerontológico) nas estruturas e projetos para a terceira idade tornou-se fundamental e imprescindível, tendo um papel decisivo no aumento da qualidade de vida da população idosa.

blank

Dr.ª Vanda Rodrigues – Instituto Politécnico da Guarda

blank

Professora Doutora Carolina Carvalho / Ana Isabel Madeira / Helena Cabeleira e António Manuel Martins da Silva – Instituto de Educação – Universidade de Lisboa

Resumo: Envelhecimento ativo, intergeracionalidade e História Pública, incide sobre o modo como as metodologias historiográficas, nomeadamente as questões relacionadas com a história oral, com a construção de arquivos vivos e com a construção de uma memória pública da educação podem contribuir para a História Pública do Pinhal Interior Sul. Ou seja, a nossa comunicação propõe-se ilustrar a articulação da investigação, centrada no resgate de memórias das populações mais idosas, com a produção de conhecimento e a dinamização de catividades de animação cultural e pedagogias de ensino-aprendizagem tendo em consideração os novos desafios do envelhecimento ativo (intergeracionalidade, fosso digital, isolamento, desertificação, etc.). A comunicação desenvolve aspetos teóricos e metodológicos relacionados com a temática do envelhecimento ativo, particularmente no quadro dos programas da UE no Sul da Europa, e a discussão de estratégias de promoção da cultura e do património histórico vivo e sua dinamização para as populações do Pinhal Interior Sul.

blank

Dr.ª Sara Rüegg –  Animadora Sociocultural / Empreendedora Social

Resumo: Este projeto visa promover o envelhecimento numa comunidade rural, é alicerçado em metodologias e estratégias assentes num envelhecimento com vida ativa passando por ações educativas intergeracionais onde os idosos, crianças jovens e adultos vão partilhar saberes e aprenderem uns com os outros. Procura ainda enaltecer, em sentido prático, as aprendizagens interculturais assentes na valorização da cultura portuguesa, suíça e de outros países que o projeto envolva. Visa a promoção de um comunitarismo e de uma educação comunitária onde as pessoas tenham rosto, nome, identidade numa ação onde possam interagir de forma comprometida com o seu desenvolvimento social, cultural e educativo.

blank
marcelino lopes

Um manifesto sobre a arte do saber envelhecer

Proferida pelo Professor Doutor Polybio Serra e Silva – Professor Catedrático Jubilado da Universidade de Coimbra

Professora Doutora Ana Lopes – Instituto Politécnico da Guarda

Conclusões do Congresso / Entrega de Diplomas 

Apresentadas pela Professa Ana Lopes  – Instituto Politécnico da Guarda

Preços

Profissional

Carece de Comprovativo
50,00
  • Mesas Redondas
  • + de 30 Sessões
  • + de 30 Oradores
  • Certificado de Participação
  • Material de Apoio: pasta, programa, livro do congresso, cartão de identificação, bloco de notas, caneta...

Estudante

Carece de Comprovativo
30,00
  • Mesas Redondas
  • + de 30 Sessões
  • + de 30 Oradores
  • Certificado de Participação
  • Material de Apoio: pasta, programa, livro do congresso, cartão de identificação, bloco de notas, caneta...
+ Popular

Desempregado/Reformado

Carece de Comprovativo
30,00
  • Mesas Redondas
  • + de 30 Sessões
  • + de 30 Oradores
  • Certificado de Participação
  • Material de Apoio: pasta, programa, livro do congresso, cartão de identificação, bloco de notas, caneta...

Grupo de Estudantes

15 a 19 alunos
25,00
  • Mesas Redondas
  • + de 30 Sessões
  • + de 30 Oradores
  • Certificado de Participação
  • Material de Apoio: pasta, programa, livro do congresso, cartão de identificação, bloco de notas, caneta...

Sobre a Região

Proença-a-Nova

Proença-a-Nova é uma vila portuguesa pertencente ao distrito de Castelo Branco, região estatística do Centro e sub-região da Beira Baixa, parte da província tradicional com o mesmo nome.
Rico em gastronomia, tradições, histórias e paisagens, o concelho de Proença-a-Nova localiza-se numa região de transição entre a serra e o Alentejo que cria contrastes nas paisagens, com panorâmicas deslumbrantes.
O turismo de natureza é vasto e convida-o a percorrer um dos sete percursos pedestres marcados, que o levam a visitar a história desde os tempos pré-históricos até às invasões francesas, pontes antigas, moinhos, azenhas e levadas, miradouros naturais com vistas impressionantes, caminhos pelo xisto, o local de nidificação dos grifos ou os geomonumentos de importância reconhecida pela UNESCO.

Oradores

blank

Comissões

blank
Professora Doutora Lourdes Bermejo

Presidente da Comissão Cientifica

• Licenciada en Ciencias de la Educación (Universidad Complutense Madrid 1982-87).
• Doctora en Ciencias de la Educación (UNED, Premio Extraordinario Doctorado, 2002).
• Diplomada en Gerontología Social (Sociedad Española de Geriatría y Gerontología -SEGG-, 1996).
• Experta en Intervención Social Integral (Escuela Servicios Sociales Sanitarios de Canarias -ESSSCAN-, 1999).
• Educadora Social Habilitada (CEESCAN, 2015 -Colegiado No 002212-)

blank
Professora Doutora Ana Paula Couceiro Figueira

Docente da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
Atua na área de Psicologia, Psicologia da Educação. Tem Doutoramento, Mestrado e Licenciatura em Psicologia, pela Universidade de Coimbra, área de especialização Psicologia da Educação e o Curso de educadores de Infância, pela Escola Normal de Educadores de Infância de Coimbra. É membro do IPCDVS, da Universidade de Coimbra.

blank
Professor Doutor Armando Loureiro

Professor auxiliar de educação de adultos e sociologia da educação na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Departamento de Educação e Psicologia. Faz parte da comissão directiva do doutoramento em Ciências da Educação e do mestrado em Educação de Adultos da mesma Universidade. É investigador no Centro de Intervenção e Investigação Educativa da Universidade do Porto. É professor Visitante na universidade UNIMONTES (Brasil). É licenciado em Sociologia, pela Universidade da Beira Interior, mestre em Desenvolvimento Local e doutor em Educação pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Tem trabalhado sobretudo nas áreas da educação de adultos, sociologia da educação e conhecimento profissional. As suas mais recentes publicações são: – Loureiro, A. e Caria, T. (2013). “To learn and to construct knowledge in the context of the work with adult education and training: a Portuguese case study”, International Journal of Lifelong Education, Vol. 32, nº 2, pp. 149-164.- Loureiro, Armando; Cristóvão, Artur & Caria, Telmo (2013), “Between external prescription and local practice: the uses of official knowledge by adult education professionals in Portugal”, European Journal for Research on the Education and Learning of Adults (RELA), Vol. 4, No.1, pp. 65-80.

blank
Professora Doutora Beatriz Oliveira Pereira

É professora catedrática da Universidade do Minho e doutora em Estudos da Criança pela mesma universidade. Atualmente é professora dos cursos de graduação e pós-graduação do Instituto de Educação da UM e é membro integrado do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Foi Diretora do Curso de Doutoramento em Estudos da Criança. Tem desenvolvido investigação na área do bullying na escola, lazer e atividade física, jogo e desenvolvimento motor da criança. É autora de vários artigos, capítulos de livro e coordenadora de diversos obras. Orientou mais de vinte teses de doutoramento e mais de 40 dissertações de mestrado.
Publicação: Pereira, B., Barbosa & A. G., Lourenço, L. M. (2016), Estudos sobre o bullying. Família, escola e atores. Curitiba, Editora CRV

blank
Professora Doutora Carla Sónia Lopes da Silva Serrão

Doutorada em Psicologia, Mestre em Psicologia da Saúde, Pós-graduada em Mindfulness. Professora Adjunta da UTC de Psicologia da Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto. Coordenadora dos Cursos TESP em Gerontologia e Serviços e Tecnologias de apoio Gerontológico no Politécnico do Porto. Especialista em Terapia Familiar e Sistémica pela Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. Áreas atuais de investigação: Literacia em saúde das pessoas idosas, Intervenção socioeducativa intergeracional e Mindfulness.

blank
Professor Doutor Domingos Santos

Docente do Instituto Politécnico de Castelo Branco e investigador do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA). É licenciado em Engenharia do Ambiente (Universidade Nova de Lisboa), Mestre em Planeamento Regional e Urbano (Universidade Técnica de Lisboa) e Doutor em Ciências Aplicadas ao Ambiente (Universidade de Aveiro). É também pósgraduado em Estudos Europeus (Universidade de Coimbra). É autor ou coautor de sete livros, tendo igualmente publicado dezenas de capítulos e artigos em revistas de referência. Os seus interesses de investigação centram-se no desenvolvimento territorial, quer ao nível regional (sistemas de inovação, estratégias de especialização inteligente), quer ao nível urbano (cidade inteligentes). Tem exercido atividade de consultoria, nomeadamente no âmbito da elaboração de planos estratégicos municipais, de planos de desenvolvimento turístico sustentável, bem como na avaliação de políticas públicas.

blank
Professor Doutor Eduardo Duque

Doutor em Sociologia pela Faculdade de Ciências Políticas e Sociologia da Universidade Complutense de Madrid (2008), Mestre em Filosofia pela Universidade do Minho (2002) e Licenciado em Teologia pela Faculdade de Teologia da UCP-Braga (1999). É Professor da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica e membro integrado do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho, onde integra o grupo de Estudos Culturais. As áreas de investigação e atuação têm incidido sobre 1) análise do impacto do desenvolvimento social nos valores contemporâneos e 2) análise do tempo social e temporalidades. A par da docência universitária, tem integrado vários projetos de investigação nacional e internacional. O seu último livro, em coautoria, intitula-se A Inserção Profissional dos Jovens de Braga. Foi editado em 2017, pela UCP-Braga e resultou de um estudo que coordenou para a Capital Europeia da Juventude.

blank
Professora Doutora Graziela Raupp Pereira

Pós-doutoramento em Educação 2014 (i), 2011 (ii) e 2010 (iii) pela Universidade de Aveiro (UA), Universidade de Lisboa – Portugal, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Doutoramento em Ciências da Educação (UA, 2007), especialização em Psicopedagogia Clínica pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL, 2003) e Licenciatura em Pedagogia Habilitação Orientação Educacional (UDESC, 2001). Consultora, Formadora e Palestrante na Empresa Particular Graziela Raupp. Consultora do Instituto de Consultoria Empresarial, Educacional e Pós-Graduação de Santa Catarina. Coordenadora do Curso de Pós-graduação Lato Sensu Educação, Direitos Humanos e Sexualidade, ICEP/SC; Docente da Pósgraduação Mestrado e Doutorado na Universidade Internacional Grendal, Docente na FACVEST. Pesquisadora Científica dos Grupos: (i) de Extensão, Pesquisa e Ensino: Direitos Humanos, Cidadania e Diversidade, (ii) do Grupo de Pesquisa Formação de Educadores e Educação Sexual – EDUSEX/CNPq/UDESC e (iii) do Laboratório de
Educação Sexual – LabEduSex/CEAD/UDESC. Membro do Núcleo Inter(trans)disciplinar de Educação, Sexualidade, Saúde e Cultura(s) – NIESC, que engloba os programa e projetos de extensão e pesquisa PROETNO e NEXUS&SEXUS, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO. Autora de diversos artigos nacionais e internacionais. Experiência na área da educação, com ênfase na Formação de Professores, Docência no Ensino Superior, Estágio Curricular Supervisionado, Educação Sexual, Tecnologias e Mídias na Educação, Educação a Distância, Educação de Jovens e Adultos, Teoria e Práticas Pedagógicas, Educação Corporativa

blank
Professora Doutora Leonor Lima Torres

Docente e investigadora no Departamento de Ciências Sociais da Educação da Universidade do Minho, desde 1991. Socióloga e Doutora em Educação, na área de conhecimento em Organização e Administração Escolar, tem desenvolvido vários trabalhos de investigação no domínio da sociologia das organizações educativas, privilegiando as problemáticas da cultura organizacional escolar, processos de liderança e construção da excelência escolar. Tem publicado diversos trabalhos em diferentes suportes (livros, capítulos de livros e artigos científicos) que cruzam os campos da Sociologia da Educação, da Política Educativa e da Administração Educacional. Coordenou o projeto Entre Mais e Melhor escola: A excelência académica na escola pública (PTDC/IVCPEC/4942/2012), financiado pela FCT e integra, como investigadora, o projeto Mecanismos de mudança nas escolas e na inspeção. Um estudo sobre o 3º ciclo de Avaliação Externa de Escolas no Ensino não Superior,
em Portugal (MAEE) – PTDC/CED-EDG/30410/2017, coordenado por José A. Pacheco. Coordenou a I e II edições do Curso de Mestrado em Educação, área de especialização em Formação, Trabalho e Recursos Humanos (2º ciclo) e as últimas edições do Mestrado em Ciências da Educação, área de especialização em Educação de Adultos. Orientou
inúmeras dissertações de mestrado, teses de doutoramento e projetos de pós-doutoramento. Desempenhou os cargos de Vice-Presidente e de Presidente do Conselho Pedagógico do Instituto de Educação entre 2013 e 2017, sendo atualmente Diretora do Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho

blank
Professora Doutora Lia Araújo

Doutorada em Ciências Biomédicas pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Mestre e Licenciada em Gerontologia pela Universidade de Aveiro. Docente na Escola Superior de Educação de Viseu, onde leciona unidades curriculares e supervisiona estágios sobre intervenção com pessoas idosas no âmbito da Licenciatura em Educação Social. É investigadora no AgeingC do CINTESIS (Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde – Universidade do Porto). Membro da equipa dos projetos de investigação MentHA – Mental Health and Ageing: bridging Knowledge through Generations, VIAS – Viseu Inter Age Stories: an app to promote social inclusion and healthy lifestyles e PT100 – Estudo de Centenários do Porto e do projeto de intervenção Café Memória de Viseu.

blank
Professor Manuel Vieites

Professor e diretor da Escola Superior de Arte Dramática da Galiza, onde é docente nas áreas da Investigação Cénica e da Pedagogia Teatral. Também é professor associado da Universidade de Vigo, onde realiza docência de Teoria e História da Educação e de Pedagogia Social. Colabora habitualmente no Faro de Vigo e é subdiretor da revista ADE/Teatro, que publica a Associação de Diretores de Cena de Espanha.

Professora Doutora Maria Antónia Pires de Almeida

Professora assistente convidada no ISCTE-IUL. Pós-graduação em Estudos Europeus, Mestrado e Doutorado em História Moderna e Contemporânea e dois projetos de pesquisa de Pós-Doutorado em Ciência Política, com foco no Governo Local. Ex-pesquisador do CIUHCT, Centro Interuniversitário de História da Ciência e Tecnologia, Departamento de Ciências Sociais Aplicadas, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Especializado em transições políticas, governo local, elites políticas e econômicas, memórias e identidades, história rural e urbana, biografias. Pesquisador principal em um projeto de pesquisa em História da Popularização da Ciência e Tecnologia, Medicina e Saúde Pública. Autor de onze livros, artigos em revistas científicas com revisão por pares, como Entendimento Público da Ciência, História Rural, História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Revista Estudos Históricos, Notas e Registros da Royal Society, Revista Portuguesa de Ciências Sociais, Sociedades Européias, Sociedades Européias.