Curriculuns Alijó

Alexandra Magalhães

Alexandra Magalhães


Diretora de Serviços do Centro Social de Vilar de Maçada. É elemento da Comissão e Proteção de Crianças e Jovens – alargada. Foi e é formadora na área da Informática a vários níveis. Orientadora de Estágios Profissionais nas diversas áreas, na Instituição, celebrados com o IEFP. Responsável pela gestão interna de sete Respostas Sociais do Centro Social, Recreativo e Cultural de Vilar de Maçada, das quais duas atípicas e inovadoras. Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (2005), tirou especialidade em Web Designer, Pós-graduada em Gestão de Centros e Serviços Sociais, pelo Instituto Politécnico de Viseu – Pólo Lamego. Formada em Auditoria da Qualidade (ISO 9001:2015) – AENOR-LUSAENOR, Formação em Coaching-Liderança e Excelência Pessoal nível I pela Internacional School of Professional Coaching. Formação em Gestão de Sistemas de Informação, Comunicação/Inovação – Projeto SIQ (Sistemas de Informação com Qualidade) - EAPN, Formação em Marketing Social – Projeto PRIO (Promover Redes, Inovação e Oportunidades). Mestranda em Gestão de Organizações Sociais – Instituto Politécnico de Lamego.

Albino Viveiros

Albino Viveiros


Licenciado em animação sociocultural pelo Instituto Politécnico de Beja – Escola Superior de Educação. Exerce funções como técnico superior de animação sociocultural na Câmara Municipal de Machico. Foi dirigente associativo em diferentes organizações de âmbito regional e nacional no âmbito da cultura e património. Foi dirigente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sócio-Cultural (APDASC) - Delegação Regional da Madeira e atualmente é dirigente na Associação Insular de Animação Sociocultural (AIASC). No campo da produção bibliográfica tem artigos publicados em revistas com arbitragem científica e outras que versam as questões da animação sociocultural e dos animadores, do património cultural e das políticas culturais, bem como, trabalhos publicados em obras colectivas. É membro do conselho de redação da revista Quaderns d’ Animació i Educació Social e editor da revista Práticas de Animação.

Andréa Viude

Andréa Viude


Fonoaudióloga, especialista em Gerontologia e Doutorada em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Atuou como fonoaudióloga em atendimento domiciliário a idosos. Atualmente é professora da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, no curso de bacharelado em Gerontologia e dedica-se ao estudo do envelhecimento humano, da análise de discurso e da bioética.

António Guilherme da Cruz Leal

António Guilherme da Cruz Leal


Professor Adjunto na Escola Superior de Educação de Coimbra; Director das Licenciaturas de Animação socioeducativa diurno e pós laboral. Doutorando em Sociologia (ISCTE-IUL); Pós – Graduado em Estudos Avançados em Sociologia (ISCTE-IUL); Especialista em Trabalho social e orientação (gerontologia educativa e animação socioeducativa); Mestre em Sociologia da Família (ISCTE-IUL); Licenciado em Antropologia (FCSH-UNL); Director da Escola de Educação Sénior de Coimbra, do IHumanus/ESEC e Fundador e Presidente do Instituto Humanus

Araci Asinelli da Luz

Araci Asinelli da Luz


Graduação em História Natural pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1987) e doutoramento em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Tem especialização em Ensino de Ciências, em Psicodrama Pedagógico e em Prevenção da Violência Doméstica contra criança e adolescente. Atualmente é professora associada do Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em prevenção do abuso de drogas, género e sexualidade, prevenção da violência contra a criança e o adolescente, educação socioambiental, educação em direitos humanos e cultura da paz. Atua na formação inicial e continuada de professores. Membro do PRONEA e da Comissão Nacional do PNLD pela SBPC e ex-secretária regional da SBPC no Paraná por três gestões; foi membro do Conselho e do GT Educação da SBPC.

Avelino Fernando Pinheiro Bento

Avelino Fernando Pinheiro Bento


Professor Coordenador Jubilado da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Portalegre. É Doutor em Ciências e Tecnologia da Comunicação (especialização em Comunicação e Arte) pela Universidade de Aveiro desde 2002. É Mestre em Ciências da Educação (especialização em Didáticas das Artes) pela Universidade de Montréal/Canadá desde 1989. É diplomado pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Conservatório Nacional com o Curso Superior de Formação de Atores - Prova Prática e Defesa de Tese desde 1981. Foi professor de Teatro e de Expressão Dramática, Dança, Sociologia da Arte, Sociologia da Cultura e de Animação Sociocultural no Instituto Politécnico de Portalegre durante trinta anos. Foi Bailarino Clássico na Companhia de Dança Clássica de Anna Mascolo. Foi, com Mário Barradas, um dos fundadores do Centro Cultural de Évora, hoje CENDREV, onde se manteve cerca de sete anos como ator, professor de Teatro e animador cultural. Foi também um dos primeiros animadores culturais a fazer parte do quadro de uma autarquia. No caso, na Câmara Municipal de Évora onde ajudou a organizar os serviços culturais. Encenou mais de uma dúzia de peças para o Teatro Universitário de Portalegre e para a Companhia de Teatro O Semeador de Portalegre. Participou e organizou nestes últimos quarenta anos Ações de Formação, Encontros e Congressos (Nacionais e Internacionais), na área do Teatro e das Expressões Artísticas (Dramática, Dança, Música, Plástica). No mesmo período participou em Ações de Formação, Encontros e Congressos (Nacionais e Internacionais), no campo vasto da Animação Sociocultural. De 1979 até ao presente produziu e publicou mais de quarenta trabalhos teóricos. Uns, fazendo parte das suas investigações académicas, no âmbito do mestrado e do doutoramento. Outros, fundamentando a sua atividade prática como docente, animador e artista. Publicou, entre outros, o livro “Teatro e Animação - outros percursos do desenvolvimento sociocultural no Alto Alentejo. Lisboa, Colibri, 2003”, resultante da sua Tese de Doutoramento. Nos últimos anos tem orientado dissertações de mestrado, assim como tem feito parte de júris de mestrado e de doutoramento como arguente principal.

Carla Serrão

Carla Serrão


Doutorada em Psicologia, Mestre em Psicologia da Saúde, Pós-graduada em Mindfulness. Professora Adjunta da UTC de Psicologia da Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto. Coordenadora dos Cursos TESP em Gerontologia e Serviços e Tecnologias de apoio Gerontológico no Politécnico do Porto . Especialista em Terapia Familiar e Sistémica pela Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. Áreas atuais de investigação: Literacia em saúde das pessoas idosas, Intervenção socioeducativa intergeracional e Mindfulness

Carlos Alexandre dos Santos Costa

Carlos Alexandre dos Santos Costa


Técnico Superior de Animação Sociocultural da AMPO – Associação de Melhoramentos Pró-Outeiro; Licenciatura e Bacharelato em Animação Sociocultural; Secundário em Animação Social; Educador de Cães de Assistência e Formador no Curso de Intervenções Assistidas por Animais na ÂNIMAS – Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social; Membro da Comissão Organizadora do I, II e III Congresso Internacional do Golden Retriever; Presidente do I Congresso Nacional de Animação Sociocultural "Profissão e Profissionalização dos Animadores"; Presidente do XIII, XV e XXI Congresso Internacional de Animação Sociocultural; Presidente do I Congresso Internacional sobre Animais de Ajuda Social; Coordenador da Coleção "Animação Sociocultural" da LIVPSIC - Livraria da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto; Coordenador de várias obras sobre Animação Sociocultural, Voluntariado, Cidadania, Envelhecimento Ativo, Cooperação e Desenvolvimento; Coautor das obras "Jogos e Atividades Adaptados ao Trabalho com Seniores" e "ADN - Atividades, Dinâmicas e Novos Jogos para Grupos de Jovens"; Fundador e ex-dirigente da APDASC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sociocultural e da RIA - Rede Iberoamericana de Animação Sociocultural. Dirigente do CPGR - Clube Português do Golden Retriever, do Museu Regional de Cucujães e da PASEC - Plataforma de Animadores SocioEducativos e Culturais. Comunicações públicas em vários Congressos, Colóquios, Encontros, Jornadas, Conferências e Seminários sobre Animação Sociocultural realizados a nível nacional e internacional.

Cátia Cebolo

Cátia Cebolo


Técnica Superior de Serviço Social, a exercer funções de Direcção técnica de uma Comunidade Inserção do Gabinete de Atendimento à Família. Pós graduada em Alcoologia; em Gestão de organizações de Economia social e possui os cursos de especialização em : promoção e educação para a Saúde; Saúde mental e reabilitação Psicossocial; Igualdade de Género. Formação em Cooaching.. Formadora certificada pelo IEFP. Dá formação modular em inteligência Emocional; Em Balanço de Competências Sociais, Coaching e desenvolvimento Pessoal. Dá ainda módulos em formação Pós graduada em Serviço Social, no âmbito de métodos e técnicas de investigação e intervenção em Serviço Social e campos e domínios do Serviço Social; assim como dá formação em especializações em Igualdade de Género.

Célia Cerqueira

Célia Cerqueira


licenciada em animação sociocultural, animadora sociocultural na Comunidade de Inserção do Gabinete de Atendimento à família e professora no Agrupamento de Escolas de Monserrate no curso profissional profissional de animação sociocultural, especialista em Igualdade do género.Formadora certificada pelo IEFP.

Érica Beatriz Teixeira

Érica Beatriz Teixeira


Graduada em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero (1994). Fez extensão universitária em Economia para Jornalistas na USP (1995). Possui especialização em Marketing Empresarial pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (1999) e especialização em História do Brasil pela Faculdade Integrada Espírita (2009). Atualmente é mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação, do setor de Educação da UFPR, na linha de Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano. Atuou como jornalista na área de saúde por cerca de 20 anos, especialmente em saúde pública. Trabalhou na Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, no Conselho Municipal de Saúde de Curitiba e Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa e para o Hospital do Trabalhador. Desenvolveu ações de comunicação interna em empresas de transporte e outros segmentos. Também coordenou publicações e elaborou conteúdos para entidades e organizações vinculadas à saúde pública e coletiva. Produziu materiais educativos para áreas de DST/Aids, Saúde da Mulher, Saúde do Idoso, Saúde Mental, entre outras. Gerenciou o setor de Marketing da Fundação Estatal de Atenção Especializada à Saúde (Feaes)/Hospital do Idoso Zilda Arns.

Ernesto Candeias Martins

Ernesto Candeias Martins


Doutor em Ciências da Educação (Área de Teoria e H.ª da Educação/H.ª da Educação Social) pela Universitat de les Illes Balears (Palma de Mallorca –Espanha), Mestre em Educação pela Universidade Católica Portuguesa/Faculdade de Ciências Humanas, licenciado em Filosofia pela Universidade Católica Portuguesa de Braga e em Ciências da Educação pela Universidade de Lisboa – FPCE e Master em Comunidades Europeias (Área do Desenvolvimento Regional –Universidade Pontifícia de Salamanca). É docente no Instituto Politécnico de Castelo Branco/ESB, coordenador do Mestrado em Intervenção Social Escolar e membro das Comissões Científicas de outros mestrados na ESECB. É membro da SPCE (fundador), da Sociedad Española de Pedagogia, do Institut Estuds Catalans e coordenador da Secção de Filosofia da Educação da SPCE. Faz parte dos conselhos editoriais de várias revistas nacionais e estrangeiras (Espanha, Brasil, Colombia, etc.). Membro efetivo do Centro de Investigação - CeiED da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, consultor e avaliador de alguns Agrupamentos de Escola e de instituições de Solidariedade Social. É autor e coautor de vários livros e de algumas centenas de artigos científicos nas áreas: História da Educação Social/Pedagogia Social; Teoria e Filosofia da Educação; H.ª da Educação; Educação Georontológica e Intergeracional; Estudos da Criança/Infância; Formação de Professores; Animação Sociocultural e Socioeducativa.

Fernando Ilídio Ferreira

Fernando Ilídio Ferreira


Professor Associado do Departamento de Ciências Sociais de Educação, do Instituto de Educação da Universidade do Minho (UMinho). Concluiu o Mestrado em Ciências da Educação, na UPorto, e o Doutoramento em Estudos da Criança, na UMinho. Foi diretor do Mestrado em Associativismo e Animação Sociocultural, na UMinho. Leciona Sociologia da Educação, Metodologias de Investigação, Educação Intercultural, Desenvolvimento de Projetos, entre outras. É investigador e membro da Comissão Diretiva do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC-UMinho) e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogias e Culturas Infantis (GEPPECI, UFAL, Brasil). Como orientador científico, tem dezenas de dissertações de mestrado e teses de doutoramento concluídas. Participa em vários projetos de investigação, nacionais e internacionais, com entidades parceiras da Europa e do Brasil. É consultor de um Centro de Formação (CENFIPE) e perito externo do Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches/TEIP, Braga. É autor e coautor de mais de uma centena de publicações, incluindo livros, capítulos e artigos, incluindo títulos como Educação, desenvolvimento e ação local comunitária (2015); Teatro do Oprimido e projeto emancipatório: mutações, fragilidades e combates (2017); e Brincar e Aprender na Infância (2018).

Isabel Querido de Sá

Isabel Querido de Sá


Licenciada em Educação Especial e Reabilitação, pela Universidade de Lisboa. Pós-graduada em Psicomotricidade pelo Institut de Reeducation Psycomotrice, Universidade de Paris. Coordenadora da Formação Profissional e Projeto VALORIN do MADI de Vila do Conde. Musicoterapeuta no Gabinete Terapêutico Descobrir na Póvoa de Varzim, 4º grau de Piano e Formação Musical pela Academia Musical de Vilar do Paraíso, V. N. Gaia. Formadora, Voluntária no Albergue de Sta. Clara de Vila do Conde Caminhos de Santiago. Participou em várias Conferências e Palestras sobre as temáticas de Musicoterapia e Psicomotricidade.

Jacinto Jardim

Jacinto Jardim


Doutoramento em Ciências da Educação, pela Universidade de Aveiro, e pós-doutoramento em Educação para o Empreendedorismo (Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa e Universidade de Aveiro). Atualmente, é cientista convidado da Universidade Aberta. Coordenador do Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania, da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH/CLEPUL, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), da Universidade Aberta. Além da docência no ensino superior, tem-se dedicado à formação professores, de líderes e de colaboradores de IPSS’s. Tem investigado e publicado sobre sucesso escolar, soft skills, educação para o empreendedorismo, animação sociocultural e liderança de equipas.

José Angel López Herrerías

José Angel López Herrerías


Doutorado em Filosofia pela Universidade Complutense de Madrid, Catedrático em Teoria da Educação na Universidade Complutense. Experiência Profissional (anterior a cátedra referida) Inspetor de Educação. Professor Titular em Pedagogia Geral. Presidente honorário da Sociedade Espanhola de Educação Ambiental. Membro da Sociedade Iberoamericana de Pedagogia Social. (SIPS).Ex. Presidente da Associação Espanhola de Aulas da Terceira Idade. Atividade investigadora: 40 artigos em revistas de especialização pedagógica, 30 livros de Pedagogia Geral e Social, Sociologia da Educação. Professor visitante em Universidades do México (Puebla:UDLAP, UPAEP, Guemavaca: La Salle). Venezuela (Mérida, Universidad de los Andes), Colômbia (Bogotá, Universidad Nacional Pedagógica).

José Dantas Lima Pereira

José Dantas Lima Pereira


Licenciado em Design e Produção Teatral pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo / Instituto Politécnico do Porto. Foi Chefe de Divisão de Educação e Cultura no Município de Ponte de Lima até 2013. Foi Diretor do Teatro Diogo Bernardes no Município de Ponte de Lima de 1998 a 2013. Animador Cultural desde 1976, nos organismos: FAOJ, I.J, IPJ e INATEL até 2006. Actor e Encenador em companhias profissionais e grupos amadores de teatro. Formador Especializado em Formação de Animadores Juvenis, Formador na área do Teatro, Formador em Atividades de Ar Livre. Organizador de Programas Internacionais no âmbito do Programa Juventude para a Europa e Voluntariado Internacional. Professor de Animação Sociocultural. Membro Fundador das Associações: TRAPO- Teatro de Rua e de Arte Popular; GAAV- Grupo Amador de Arqueologia de Viana; Centro Cultural Regional do Alto Minho; Companhia profissional Teatro do Noroeste de Viana do Castelo – hoje Centro Dramático de Viana; Grupo de Teatro Unhas do Diabo; Associação de Tocadores de Concertina de Ponte de Lima; Associação Intervenção – Associação para a Promoção e Divulgação Cultural; Associação Nacional de Animadores Socioculturais (ANASC); Associação A PONTE. Participou no Projeto didático “ESCOLALEGRO” com a Orquestra do Norte. Membro da Comissão Executiva e Organizadora de vários Congressos de Animação Sociocultural. Membro Coordenador das edições dos livros de Congressos. Diretor Comercial no Canal de Televisão altominhotv, (canal WEB de televisão) desde 2014. Fundador do projeto RIPECA – Artes e Comunicação.

Juliana Pedreschi Rodrigues

Juliana Pedreschi Rodrigues


Doutora em Educação, trabalha na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo – EACH/USP. Coordenadora do Curso de Bacharelado em Lazer e Turismo e professora do Programa de Pós-graduação Mudança Social e Participação Política – PROMUSPP/EACH/USP. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Não formal e Animação Sociocultural - GEPENFAS/CNPQ/EACH/USP. Presidenta do Nodo Brasil da Rede Iberoamericana de Animação Sociocultural.

Lia Araújo

Lia Araújo


Doutorada em Ciências Biomédicas pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Mestre e Licenciada em Gerontologia pela Universidade de Aveiro. Docente na Escola Superior de Educação de Viseu, onde leciona unidades curriculares e supervisiona estágios sobre intervenção com pessoas idosas no âmbito da Licenciatura em Educação Social. É investigadora no AgeingC do CINTESIS (Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde - Universidade do Porto). Membro da equipa dos projetos de investigação MentHA - Mental Health and Ageing: bridging Knowledge through Generations, VIAS – Viseu Inter Age Stories: an app to promote social inclusion and healthy lifestyles e PT100 - Estudo de Centenários do Porto e do projeto de intervenção Café Memória de Viseu. As suas áreas de interesse centram-se no envelhecimento positivo e na longevidade avançada.

Luis Gómez García

Luis Gómez García


Licenciado en Historia. Postgrado en Gerontología Social. Gerente de Hartford, S.L. (consultora privada española especializada en Intervención Social, Cultural y Educativa, principalmente en el ámbito del Envejecimiento Activo) desde mayo de 2000. Animador Sociocultural de personas mayores (1986-1991) y Coordinador de los Centros Municipales de Mayores (1991-2000) en el Ayuntamiento de Coslada (Madrid). Miembro de la Sociedad Española de Geriatría y Gerontología de España. Coordinador del Nodo Madrid de la Red Iberoamericana de Animación Sociocultural (2010-2013).

Lucília Salgado

Lucília Salgado


Doutorada em Ciências da Educação pela Universidade Nova de Lisboa, tendo feito uma pós-licenciatura em Ciências de Educação - em Psico-pedagogia da língua materna e Educação de Adultos- na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Genève. É Professora-coordenadora da Escola Superior de Educação deCoimbra onde desempenhou o cargo de Presidente do Conselho Pedagógico.É diretora do Curso de Animação Sócioeducativa, coordenadora dapós-graduação em Bibliotecas e Animação da Leitura e do Mestrado em Educação e Lazer e da comissão de coordenação do Mestrado em Educação de Adultos e Desenvolvimento Local. Foi professora no ISPA de 1980 a 1987 e na Licenciatura em Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra de 1989 a 1999. Coordenou o estudo nacional "CNO Uma Oportunidade Dupla: da promoção da Literacia Familiar ao Sucesso Escolar das Crianças" financiado pela ANQ - Agência Nacional para a Qualificação; construiu um modelo de intervenção sistémica para construção do sucesso escolar em meios de baixas qualificações escolares para a região de Coimbra com a participação da animação socioeducativa. Pertenceu à Comissão da Avaliação Externa (CAE) da A3ES para avaliação dos Cursos de Animação Sociocultural. Foi fundadora de várias Associações e atualmente pertence à Comissão Executiva da APCEP (Associação Portuguesa de Cultura e Educação Permanente).

Luís Pato

Luís Pato


Especialista (Titulo) em Jornalismo em Reportagem. Mestre em Ciências da Comunicação – Opção Audiovisual Multimédia pela Interatividade, pela FCSH da UNL e Licenciado em Comunicação Social pela Escola Superior de Educação de Coimbra. Profissional de televisão com experiência profissional (RTP1 e 2, SIC, TVI e TV Saúde – TV Cabo). Profissional na ESEC TV. Foi docente na ESEC, Instituto Superior Miguel Torga e é actualmente doente na Escola de Educação Sénior de Coimbra. É autor de vários artigos nas áreas das ciências da comunicação, em particular nos estudos televisivos.

Marcelino de Sousa Lopes

Marcelino de Sousa Lopes


Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade Pontifícia de Salamanca. Animador Sociocultural de 1979 a 1998 nos organismos Fundo de Apoio aos Organismos Juvenis, Instituto da Juventude e Instituto Português da Juventude. Professor na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro/ Escola de Ciências Humanas e Sociais / Departamento de Educação e Psicologia. É membro integrado do CIIE - Centro de Investigação e Intervenção Educativas. Integrou a comissão de avaliação externa da A3ES para a area da Animação Sociocultural nos anos de 2012/2013. Foi Ator, Encenador e Animador Teatral. Fundador de diversos grupos de Teatro e Associações. Frequentou diversos cursos, estágios, seminários formação teatral e de animação a nível nacional e internacional. Proferiu mais de uma centana de conferências em congressos nacionais e internacionais sobre: Teatro; Expressão Dramática; Animação Sociocultural; Associativismo; Ócio e tempo livre; Turismo, Animação Turística, Turismo Juvenil, Teatro e Educação; Fantoches e Formas Animadas na Educação; Gerontologia, Educação Intergeracional. Orientador de vários trabalhos de natureza académica nomeadamente Mestrados e Doutoramentos nos domínios das Ciências Sociais e Humanas. Integra diversos Júris de provas públicas de Doutoramento, Mestrado, Concursos públicos, etc. etc. É autor e coordenador de 19 livros e mais de meia centena de artigos nas áreas da animação sociocultural, turismo, desenvolvimento e educação comunitária, teatro, pedagogia, ócio e animação de idosos.

Marcelo Vilela de Almeida

Marcelo Vilela de Almeida


Bacharel em Turismo, mestre e doutor em Ciências da Comunicação - Relações Públicas, Propaganda e Turismo pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Docente do Curso de Graduação em Lazer e Turismo e do Programa de Mestrado Académico em Mudança Social e Participação Política (PROMUSPP) da Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP. Membro da Aliança para Formação e Pesquisa em Turismo Social e Solidário da Organização Internacional de Turismo Social (OITS). Áreas de interesse: turismo social, educação/atuação profissional em turismo e planeamento turístico. Contato: [email protected]

Maria Conceição Pinto Antunes

Maria Conceição Pinto Antunes


Doutorada em Educação na área de conhecimento de Filosofia da Educação, pela Universidade do Minho. É Professora Associada e Diretora do Departamento de Teoria da Educação, Educação Artística e Física do Instituto de Educação da Universidade do Minho. É, também, Diretora do Mestrado em Educação. Possui várias publicações, livros, capítulos de livros e artigos e orientou vários trabalhos de natureza académica ao nível de mestrado e doutoramento. Os seus interesses ao nível da investigação e intervenção centram-se nas problemáticas da Educação ao Longo da Vida e, de um modo particular, naquelas que concernem à educação de adultos, educação para a saúde e intervenção comunitária, temas sobre os quais versam as suas publicações.

Maria Engrácia Leandro

Maria Engrácia Leandro


licenciada, mestre e doutorada em Sociologia, pela Universidade René Descartes, Sorbonne Paris V, ingressou, em 1986, como docente e investigadora na Universidade do Minho, onde lecionou 27 UC distintas em diferentes cursos, tendo criado várias UC da área da Sociologia. Simultaneamente, integrou vários órgãos de gestão. Em 2001, foi promovida a professora catedrática. Durante alguns anos fez parre da Comissão Científica da Associação internacional Luso-Afro-Brasileira. Entre 2011 e 2013 foi directora da Faculdade de Ciências Sociais da UCP em Braga. Proferiu inúmeras conferências, tanto a nível nacional como internacional. É autora de múltiplos trabalhos publicados em livros, sendo autora e co-autora de 37 livros publicados em Portugal e no estrangeiro, e mais de duas centenas de artigos publicados em revistas de índole nacional e internacional, incidindo particularmente sobre sociologia das migrações internacionais, dos laços sociais, da família, do género, do envelhecimento, da saúde e da religião. Orientou cerca de uma centena de teses de Mestrado e de Doutoramento e fez parte de várias Comissões nacionais e internacionais de avaliação. 1987 e na Licenciatura em Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra de 1989 a 1999. Coordenou o estudo nacional "CNO Uma Oportunidade Dupla: da promoção da Literacia Familiar ao Sucesso Escolar das Crianças" financiado pela ANQ - Agência Nacional para a Qualificação; construiu um modelo de intervenção sistémica para construção do sucesso escolar em meios de baixas qualificações escolares para a região de Coimbra com a participação da animação socioeducativa. Pertenceu à Comissão da Avaliação Externa (CAE) da A3ES para avaliação dos Cursos de Animação Sociocultural. Foi fundadora de várias Associações e atualmente pertence à Comissão Executiva da APCEP (Associação Portuguesa de Cultura e Educação Permanente).

Maria Raquel Vaz Patrício

Maria Raquel Vaz Patrício


Professora adjunta na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Bragança, Portugal, onde leciona desde 2005 nas áreas da tecnologia educativa e multimédia. É doutorada em Ciências da Educação na especialidade de Tecnologia Educativa pela Universidade do Minho, Mestre em Multimédia pela Universidade do Porto e Licenciada em Ensino de Educação Visual e Tecnológica pelo Instituto Politécnico de Bragança. Investiga nas áreas da utilização pedagógica das TIC, inovação educativa, educação e aprendizagem intergeracional, literacia e inclusão digital de adultos e seniores, aprendizagem ao longo da vida e envelhecimento ativo com tecnologias. Tem dinamizado diversas atividades de aprendizagem no âmbito da literacia digital de adultos e idosos, bem como iniciativas de aprendizagem intergeracional através das TIC. Colabora com a Universidade Sénior Rotary de Bragança na área da literacia digital.

Mario Viché González

Mario Viché González


es Doctor en Educación por la Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED) con la tesis @Ciberanimación. La Animación Socicultural en la Sociedad Digital. Licenciado en Filosofía y Ciencias de la Educación actualmente es profesor asociado en el departamento de Didáctica General de la Universidad de Valencia. Ha sido durante más de diez años profesor tutor de la UNED en el Grado de Educación Social. Ha participado como docente en cursos y programas de postgrado de la Universidad René Descartes, Paris V, Universidad de Salamanca y la Universidade Estadual do Centro-Oeste, Unicentro en Paraná (Brasil). He ejercido como gestor cultural dirigiendo durante once años el festival Internacional de cine Cinemajove de Valencia. Maestro y formador de animadores socioculturales ha publicado más de diez obras monográficas en el campo de la animación sociocultural y la educación no formal.